Playlist - Diego Nogueira

Senhores (as),

O cara hoje é frontman de uma das bandas mais importantes do underground brasileiro na década de 80, o Anthares. Baixista em uma das bandas de thrash mais porra loca da cena paulistana, o Blasthrash. 20% das músicas que canta falam sobre cerveja e álcool em geral, embora não coloque uma gota do “mel” na boca, e de quebra ainda é um dos caras mais fodidamente gente fina que você há conhecer em toda sua vida (e quem o conhece sabe do que estou falando).

Esse ano, Diego participa com o Anthares de um dos maiores festivais de metal underground do Brasil em 2010, o “Festival Cogumelo 30 Anos" e com o Blasthrash, toca no Zombie Ritual Fest em novembro, abrindo o show do Vader.

Obrigações à parte, o cara largou às moscas a loja de instrumentos musicais onde trabalha pra falar de som com o IB, e comentar os últimos discos que tem ouvido.

Se liga ae: 

5. Alice In Chains - Black Gives Way To Blue

Ganhei esse cd de aniversário, do Meu amigo Ricardo “Koni”. Confesso que estava meio com o pé atrás com esse álbum… Mas ao ouvi-lo inteiro, Vi que estava equivocado. Para quem é Fã da banda como eu sou (Claro, tenho 27 anos, e vivi a época de Nirvana, Soundgarden e tals…), Aquele Som que NUNCA foi o dito “grunge” eles Sempre foram a melhor banda de lá, e a mais metal, em minha opinião! A entrada de Willian Duwall na real, me surpreendeu, pois a função dele no disco era a função que Jerry Cantrell tinha (fazer as camadas de vozes, e cantar algumas musica…). “Black Gives Way To Blue” é parado no tempo, com as mesmas camadas densas, dobras de vozes. Escute os sons “A Looking in a View” e “Lesson Learned”, parecem de 1995, ou seja: Compre Ou vá escutar Paramore, seu maricas!

4. Unleashed - Across the Open Sea

Esse disco é animal! Pra quem me conhece sabe q sou chatissimo com som… não sou fã de bandas de Death metal lotadas de blasting beats, e com guitarristas que pra mim soam mais como se fosse o Yngwe Malmsteen Do mal. Tem uma banda ou outra q acho massa! Gosto de Death Metal de ogro mermo: Poucas notas, batidas rápidas, intercaladas com lentas, afinação em “gama” (mas com notas, não o Korn…) e pedais Boss Heavy Metal no talo! Nesse caso, O Unleashed me atende muito bem! Os vocais de troll de Johnny Hedlund cantando “TO ASGGARD WE FLYYYY” são dignos de um bárbaro voltando da batalha! Genial!

Death Metal de Macho Barbado!



3. Candlemass - Nigthfall

O Candlemass é um dos meus companheiros na época do inverno. Para mim não tem banda melhor q eles e o Solitude Aeturnus pra ouvir e curtir um relax! Esse foi o primeiro disco deles com o vocalista Messiah Marcolin, um gordo horrível, com o cabelo de palha de aço, que tocava vestido com uma bata de padre. Mas é um dos melhores frontmen do universo! ”Samarithan” eu destaco, por ter uma das melodias
mais legais do Doom Metal, embora esse disco seja inteiro espetacular!

Se vc é Fã de Nightwish, passe longe desse disco, pois vc não merece ouvi-lo! Vá chorar pedindo q a Tarja volte pra banda! (N.do r. Acho que curtidores de Nighwish não acessam esse blog, eu disse “acho”).

2. Ratos de Porão - Anarkophobia

Essa fase crossover dos caras, eu ouço falar q é mais pra Thrash Metal, do que Hardcore/Punk, pois os caras foram pra Alemanha gravar com o Harris Johnson (que produziu discos do Sodom e do Tankard, como exemplos…). A minha versão desse disco está furada, pois eu o escuto do mesmo jeito q escutava quando tinha 13 anos… Esse disco é bruto, palhetadas a milhão do Jão, e o Spaghetti com a melhor levada de prato de condução q já ouvi!

Escute: ”Morte ao rei” e vc vai entender… Acho que é o disco que mais escutei na vida… Bom pra bangear com os amigos punks, e pogar com os amigos bangers!!

1. Black Sabbath - VOL 4

Bem, a idade ta chegando né… Por mais que eu não tenha nem 30inha ainda, vejo que vamos amadurecendo junto com o som que vc curtimos, se vc é realmente fã de heavy metal, começa a pensar ”Q diabos os caras das bandas q eu gosto ouviam?” Ai no Meu caso, sempre cai no Discharge, Sex Pistols, Dead kennedys,Thin Lizzy E CLARO, Black Sabbath. Esse Disco é Genial! Agressivo, cru. Tommy Iommi (Cara muito recorrente em minha vida por sinal, pois meu velho nos anos 70 ostentava um visu idêntico ao dele… Com a Mão de Bigorna, fazia riffs absurdos, para a época, como os de “Snowblind”. Ozzy quando ainda tinha miolos pra cantar (pq hj mal tem pra falar…). Recomendo tbm para relax!

O Intervalo Banger sugeriu:

1. Reverend Bizarre - In the Rectory of the Bizarre Reverend

Oha, eu Já tinha ouvido falar dessa banda da Finlandia, por um motivo peculiar: Eles têm um Split com uma banda chamada Kuolema (que é de 2 membros do Força Macabra) e tem o som totalmente diferente do deles. Eu estou pirado nesse disco. É aquele doom bem do jeito q eu gosto, Doom heavy, mas naquela linha mais arrastadona, tipo St.Vitus e Pentagram e o Vocal “Interpreta” as letras. Passagens “Sabbathicas” tbm rolam aos montes! E isso SEMPRE será um bom sinal! Vai pra prateleira logo logo!

2. Isis - Wavering Radiant

De um tempo pra cá,tenho escutado umas bandas que, por viadagem, ou preconceito, ignorava. Pensava que era “pula pula”. Falava merda sem escutar. Bandas tipo Neurosis, Eyehategod e o Mastodon são exemplos disso. Falando no Neurosis, foi a banda que me remeteu, quando escutei o Isis. Aquele som cadenciado, meio progressivo com sludge. Afinações baixas, e algumas programações eletronicas, que dão um certo clima ao som (mas nada de batida eletrênica…) Gostei muito do Disco também! 

Segue o mano ae:

@diegonogueira8

www.myspace.com/blasthrash

www.myspace.com/antharesmetal

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

blog comments powered by Disqus