Intervalo Banger

Jan 03

[video]

Dec 30

TOP 30 2011!

É isso…

Depois de ter enchido o saco sobre a lista dos outros, chegou a minha vez de ser crucificado hehehe. 

Fazendo essa lista descobri que minha capacidade de síntese é um fracasso absoluto, portanto ao invés dos famosos 10, fiz 30. Então se vc não ouviu alguma coisa, só pegar baixar, “tirar a mesa da sala e dançar de MONTÃO!” 

Lembrando que essa é uma lista de gosto pura e simplesmente pessoal. 

Veja, curta e descurta.

O nome completo é Per Flagellum Sanguemque, Tenebras Veneramus. 

O “projeto” mais sério entre as noiseras do genial surinameso/holandês Moires. Rei midas da má-vontade, vide o Cloak of Altering, Aderlating, De Magia Veterum entre outros.

Destaque: Tod, wo ist dein licht

Harmonização: Passou longe. Nada orna com isso.

Heavy suéco, pronto.  

O bang ainda tem uma galera do Slaughtercult, Memory Garden/Abstrakt Algebra. É botar e bangear inacreditavelmente. 

Destaque:  Skull Crusher

Harmonização: Ouça tomando itaipava molhada (quando tentou gelar no isopor e fracassou, só tem água escorrendo por fora), na frente da fofinho.

Só o clima nojento que esse play emana já valeria.

Produção ultra saturada, uma chinelada de dar orgulho à toda cena Ross Bay (e sim, tem todas as raspadas de corda), várias passagens climáticas e lentas e uns riffs lindamente chorados. 

Destaque: Lex Ego Exitium/Tetravirulence

Harmonização: Ouvir com a famiglia na virada. 

Dronação fritada experimental feito por um cara só. Um inglês maluco que inclusive produz vários instrumentos que usa aqui.

Clima tétrico de gelar a aorta!

Destaque: The Fall

Harmonização: Vai bem em qualquer Bailão do Autista que vc quiser promover. Festa pra olhar fixamente pra uma parede. 

A incansável mãe Helena jamais falha com seus lindos descendentes necros, ainda mais quando a banda é Alemã querendo ser grega.  

Doom of the Occvlt tem 23 músicas, intercalando música com carne e osso e só as instrumentais. Um soco no dente no melhor estilo Death/Black Grego (old).

Destaque: Doom of Kali Ma

Hamonização: Música pra quem for conquistar alguma ilhota próxima à sua residencia. 

Punk de satanizador. Sem mais nem menos. 

Ou Heavy de punk, encare como quiser. O certo é que esse disco vai vc tirar seu jaco de patch do armário. 

Destaque: Death Magistrate

Harmonização: Galeria do Rock sábado à tarde com vinil do Possessed embaixo do braço e o OY no Walk Man. 

Eu sou doente por esse disco/banda. Grindcore puro, simples, bruto e curto. Sem dobra de guita, só mosh e blast com uma produção maravilhinda. 

É o grind que nós amamos, não tem o que reclamar. 

Destaque: Spot a Pathetic

Harmonização: Isso aqui orna total com tomar pinga imunda na porta do Hangar, confie.

Bem diferente do split com o Warprayer e do Untold Wait. Muito mais atmosférico e bem mais pros sludge de hoje em dia, só que com uma produção crua e seca. Foda!

Destaque: Asylum

Harmonização: Dia frio pra ir a um Café e tomar um curto com a perna cruzada e quiçá um cachecol por cima da peita do Neurosis (do Throught Silver) 

O Deaf Kids foi uma das bandas mais fodas que descobri no ano. É punk feito por um único instrumento, Testosterona. 

Punk/D-beat, Sludge, má vontade e REVERB PRA CARALHO na voz. E ao vivo é ainda mais monstro! 

Das minhas bandas preferidas da Ilha de Vera Cruz.

Destaque: Ouça todas

Harmonização: Isso orna com o dia que resolveu jogar seus Behemoth no lixo.  

A marcha mais fúnebre do ano. O disco é todo cafona, da capa às melodias doom 90´s. Se você é fão do estilo como eu, vai pirar!

Monolíticamente monótono e melódico, sem inovações. É funeral doom como o estilo tem que ser.

Destaque: The Book of Kings 

Harmonização: Funfa ouvir em algum corredor lotado do metrô em horário de pico, quando todos andam devagar que nem pinguim. 

Esse disco do Hutt impressiona em todos os quesitos. Da arte espetacular à ferocidade monstruosa no DNA dos sons. Sou fão da banda desde “muito moço”, mas isso aqui é outta space. Um marco do grind brasilifônico.

Destaque: Não acho sabuci em canto nenhum da net, portanto, compre. 

Harmonização: Ouça no dia que resolver assistir seus Twilight Zone (vale o filme).  

Nome horroroso, músicos bem sucedidos na cena HC suéca e uma ideia: Pirar o cabeção. 

Conseguiram com honras e louvores. The Tunnels é conceitual, experimental e acho ainda em ambos os quesitos, acho um disco atemporal. Se você curte Miasma and the Carousel of Headless Horses, vai que é sua. 

Destaque: Through The Eyes Of The Maninkari

Harmonização: Ir na livraria Cultura, ciscar nos livros e arte por 10 minutos e sair fora com pinta de vencedor.  

Puta disco com uma timbragem toda estranha, parece que a guitarra da Stevie tá toda desafinada. Bagulho torto do kct, aliás as escalas que ela usa tb ajudam a dar essa impressão.

Não é tão foda quanto o Spirited Migration, mas é espetacular, ainda assim.

Destaque: Seeing Through Time

Harmonização: Orna com mostrar pros seus amigos quanto vc é descolado e manja de rock pesado além de Megadeth.  

Death metal de chucro! O play parece uma marcha de neandertais. 

Afinal não podia ser menos lindo, já que tem nego do Funebrarum, Incantation, Evoken. Curto mais o Funebrarum, porém. Mas esse disco apavora!

Destaque: Chasm of Oceanus

Harmonização: Quando você vê Behemoth em todos os Death Metal atuais, o Disma é oásis pra vc relaxar no meio do deserto estéril. 

Astrogrind helenístico e/ou do bom português, música pra matar barata só no blast chinelada.

Axiom tem uma produção suja, quase necro pro estilo. É quase uma versão grind do Dead Congregation. Puta disco!

Destaque: Continuum

Harmonização: Caso você pretenda ir a outras galáxias, leve este disco na nave.  

2011 foi definitivamente o ano do Incantation revival no Death Metal e faço uma oração pro papai do céu todo dia agradecendo. 

O Antediluvian pegou esse conceito e enterrou na cova mais imunda.

Destaque: From Sepharic Embrace

Harmonização: Banquete necrófago no cemitério da Vila Formosa, o mais porco.  

O Ghoul é o mega projeto que deu tão certo que virou a banda principal dos caras. Depois de quase 6 anos depois do Splatterthrash, o Transmission Zero veio moshando pra mostrar quem manda.

Destaque: Metallicus Ex Mortis

Harmonização: Quando vc quiser ouvir o vocal do Jeff Walker cantando o Beneath the Remains.  

Um dos discos que mais ouvi nas últimas semanas. Os caras colocaram uns moog, ficou ainda mais vintage o lance e o vocal da mina é a azeitoninha do bang.

Hard rock/Heavy Méto pra louvar o bode iconoclasta. Não chega nem perto do Time of no time e ainda assim é espetacular.

Destaque: Fire Burning (esse não é o destaque do disco, mas só tem esse disponível)

Harmonização: Excelente pra desecrar virgens, túmulos estuprar cadáveres na década de 70.  

É tudo o que você curte do Wolves, só que mais atmosférico… É uma produção total com a cara do Randall Dunn.

Como não tenho problemas com som atmosférico, aliás, pelo contrário, amodorei!

Destaque: Astral Blood

Harmonização: Chá de Capim Cidreira às 17hs no chalé da sua tia em Atibaia.  

Uma das bandas mais legais do mundo das bandas novas. Não é só esse disco, na real… o Midnight é um estouro, se vc curte Heavy Méto, colar na Fofinho, vai pirar nessa banda. 

Metal cinto de bala anti-poser

Destaque: You Can´t Stop Steel

Harmonização: Tomar ingresso na porta do show do Mercyful Fate, Motorhead ou Judas Priest, depois colar na Led Slay. 

Eu sou tão maluco por essa banda que se lançassem o cocô da mãe embalada, eu comprava. Ou tentaria, já que não é tão fácil achar coisa deles pra comprar. 

Que disco! Na real é um disco bem mais “post”, vai demandar atenção especial, tirar uma hora só pra rolar o play…  tá longe do Mondo ou do Paso, mas quando o bang entra, ermões… 

Destaque: Ouve o disco todo >

Harmonização: Trilha pra ver o fim do mundo do topo do Monte Fuji fumando narguile pra pagar de Junkie.

O disco foi produzido todo analógico, só que digital, entende? O que importa é o resultado… tudo abafado, mofado, envelhecido. Porém sem parecer mais uma cópia genérica de Sabbath, aliás, pelo contrário… 

Tudo nesse disco soa retrógradamente fenomenal. 

Destaque: Hisingen Blues

Harmonização: Pipação de cogumelo em pote de Yakult. Funfa animal, tente. 

A verdade é que o disco nem é tão bom, na real não consegui ouvir ele inteiro ainda por que só ouço a primeira música. Fuck Yeah Moires (Gnaw their Tongues)

O som, “I, Diabolus…” é com certeza a música mais foda do ano, pra mim. (embora seja bateria eletronica) a idéia, neste caso, supera o timbre. Choro litros com esse som! - Fora que ele compensa numa linha de baixo animal no meio. 

Destaque: I Diabolus, Fallen and Vengeful

Harmonização: Ir pra floresta caçar borboleta com malha de aço pra caçadores de tubarão. 

O que falta de timbre na escolha anterior, sobra aqui. 

Quando ouvi a banda a primeira vez fiquei chocado com a animalidade da doomzera com os ampli tudo fritado no talo e o vocal da mina! Foda pra caralho. 

Destaque: Attack on Golden Mountain

Harmonização: Peita do Bleach do Nirvana, boné do Corvus Corax com patch My Dying Bride, fazem a fé.  

Heavy metal com uns quezinho de doom da suécia com uns caras que vieram tudo do Death de lá… tipo nego do Repugnant outros de bandas como o espetacular Undergang, Invidious.

Fino pra kct, ouça a Serpents are Rising e tente conter a bateção de cabeçamento. 

Destaque: Serpents are Rising

Harmonização: Taca os camarada no carro, rola o play no talo à caminho da curtição no litoral sul.  

O Deceased é tão underrated, tanto por mídia e público, que dá pena dos coitados. E os caras só tem disco foda!

Surreal Overdose é “emoção, adrenalina e muita curtição” do começo ao fim do disco.  

Destaque: Skin Crawling Process

Harmonização: Lendo Tales from the Crypt ou relativos. 

Acho o Ulcerate uma das bandas mais inacreditáveis da história recente do Death Metal. Sério, unir Gorguts c/ Neurosis não é um feito fácil em tempos de brewtaw-tec-déf.

O Destroyers of All extrapola todos os limits que já tinham atingido no Everything is Fire. Um disco genial com todos os sub-adjetivos que possam ser agregados.

Destaque: Cold Becoming 

Harmonização: Churras cozamigo, maminha mal passada, breja e vc de tiozão na churrasqueira. 

Clima tenso e pesado de um jeito total YOB. Se vc conhece a banda, sabe do que se trata.

Banda perfeita, disco irretocável. Fora o vocal do Mike Scheidt que fazem o meio termo entre uma bruxa velha e sua mãe te chamando pra jantar enquanto vc tá na rua jogando bola.

Destaque: Prepare the Groud

Harmonização: A janta que sua mãe fez, com sabor de vergonha que ela fez vc passar com os moleques da rua.  

Eu achava que o Hex era imbatível, porém Mr. Dylan Carlson se superou inacreditavelmente.

Que disco, ermões! E dessa vez ainda tem um cello que fez todo sentido e deu ainda mais liga à fazer “western noir” do Earth.

Destaque: Old Black (O melhor som dessa fase do Earth)   

Depois de 40 anos no deserto e agora 2000 e tantos anos depois, o povo de Israel nos brinda com um dos discos mais foda da história do Death Metal, e nem to aumentando. Cada música aqui é uma clássico.

Eu imagino se esse disco tivesse sido lançado em 91 por alguma banda americana ou inglesa.

O mais animal é que a distorção, se vc reparar é quase limpa (o oposto do Disma), o que dá um timbre único pra banda. Tudo lento, no máximo em um ou outro som um 1x1 e olhe lá e o vocal do cara com uma puta entonação animal com o reverb no talo. 

Outro da escola Incantation, mas com certeza o melhor de  todos.

Destaque: O disco inteiro é mára, mas ouça I Sing his Words e sinta o poder do biquinho se formando na sua beiça. 

Harmonização: Pegue um fone de ouvido, dê o outro à Moisés e atravessem o Mar Vermelho rolando isso. Ouça vibe pra fazer o percurso. 

Dec 29

Aguardem, putos!!! 
=~~~

Aguardem, putos!!! 

=~~~

[video]

[video]

Dec 28

RESULTADO DA PROMOÇÃO!!!!

AEEEEEEE!!!

Confere ae queM vai levar os plays, adesivos, peita e A PLAYLIST!!

1. Cds + adesivos + peita + playlist

Carlos F. / @orphen


2. Cds + adesivos + peita 

Hominis Canidae / @hominiscanidaee

3. Cds + adesivos

Flávio / @xflaviox


4. CDS + adesivos

Hand Satanizer / @raz0rb


5. CDS + adesivos

Stephen Stims / @stevestims

Os prêmios serão enviados na semana do dia 05/01. 

Valeu quem participou! Em janeiro tem outra… HAILZ!



Dec 27

[video]

Dec 26

Eu fiz um poeminha sobre rock, esse rock, galero… dá um saco!
Christophe Szpajdel (lord of logos) criando Whipstriker.
No sossego da Vila Carmosina,  em meio à praça e às pombinhas, o Lord of Logos ilustra sua cria
Era o Whipstriker Roqueiro e doidão pediu um logo que ficou bem bunitão
Agora ouça o som que faz o bangueamento é o rock errado do Victor Chicoteamento
=^.^=  

Eu fiz um poeminha sobre rock, esse rock, galero… dá um saco!

Christophe Szpajdel (lord of logos) criando Whipstriker.

No sossego da Vila Carmosina, 
em meio à praça e às pombinhas,
o Lord of Logos ilustra sua cria

Era o Whipstriker
Roqueiro e doidão
pediu um logo que ficou bem bunitão

Agora ouça o som
que faz o bangueamento
é o rock errado do Victor Chicoteamento

=^.^=  



RIP Mieszko Talarczyk - 7 anos (26/12/2004)
Leia um post do IB sobre isso. Clique acolá >

RIP Mieszko Talarczyk - 7 anos (26/12/2004)

Leia um post do IB sobre isso. Clique acolá >



Dec 24

Promoção de NATAL IB: 5 plays pra bombar sua coleção



Quer Ganhar estes 5 cds do rock mais filé + Adesivos do Intervalo Banger, The Black Coffins e Burial Tide? 

São 5 kits + 2 peitas + 1 Playlist e “você pode ser um deles! CORRA!”

Se liga os prêmios: 

Au Sacre des Nuits - Anti Humain

Banda do Necrophelinthron, também do NOALA (que vc viu aqui na playlist, se liga): 



Burial Breed - The Black Coffins X Infamous Glory split cd

Duas embaixadas do death metal suéco no Brasil.

The Black Coffins - Sunsets in a Tomb Sky (introdução por Dmitry Globa-Mikhailenko do espetacular PHURPA



Infamous Glory - Final Awakening

Infamous Glory - Final Awakening by Intervalo Banger

Omfalos - Idiots Savants



4 Way for Destruction Vol. 2 - Darge/Disgust/Death From Above/Unfit Scum

Brasil e Japão contra o mundo. 

Quer saber comofas?

Funfa assim:

Para participar é tão simples que até os blogs wannabe IB entenderiam.

Basta você, usuário do Twitter, dar RT na frase entre aspas:

"RT @intervalobanger: MP3 Worshipers Fuck OFF #promoib / http://migre.me/7hgiB

Até quando vai sabuça ae? 

A validade dos RTs será de hoje, sabado - 25/12, a quarta-feira - 28/12.

O envio dos prêmios será à partir do dia 05/01.

A T E N Ç Ã O: Os 2 primeiros sorteados ainda levam de brinde A Peita e o primeirão ainda faz uma playlist pro IB! 

Participe e ganhe um monte de mimos.